How To Install Jenkins on Ubuntu 18.04

Introdução

O Jenkins é um servidor de automação de código aberto que automatiza as tarefas técnicas repetitivas envolvidas na integração e entrega contínuas do software. O Jenkins é baseado no Java e pode ser instalado dos pacotes Ubuntu ou baixando e executando seu arquivo de aplicativo Web (WAR) — uma coleção de arquivos que constituem um aplicativo Web completo para ser executado em um servidor.

Neste tutorial, será instalado o Jenkins adicionando seu repositório de pacotes Debian e usando aquele repositório para instalar o pacote com o apt.

Pré-requisitos

Para seguir este tutorial, será necessário:

Passo 1 — Instalando o Jenkins

A versão do Jenkins incluída com os pacotes padrão do Ubuntu está, frequentemente, atrás da versão mais recente disponível do projeto. Para aproveitar as últimas correções e recursos, utilize os pacotes mantidos pelo projeto para instalar o Jenkins.

Primeiro, adicione a chave do repositório ao sistema:

  • wget -q -O - https://pkg.jenkins.io/debian/jenkins.io.key | sudo apt-key add -

Quando a chave for adicionada, o sistema retornará OK. Em seguida, adicione o endereço do repositório de pacotes Debian ao sources.list do servidor:

  • sudo sh -c 'echo deb http://pkg.jenkins.io/debian-stable binary/ > /etc/apt/sources.list.d/jenkins.list'

Quando ambos estiverem funcionando, execute update para que o apt use o novo repositório:

  • sudo apt update

Por fim, instale o Jenkins e suas dependências:

  • sudo apt install jenkins

Agora que o Jenkins e suas dependências estão funcionando, vamos iniciar o servidor Jenkins.

Passo 2 — Inicializando o Jenkins

Vamos iniciar o Jenkins usando o systemctl:

sudo systemctl start jenkins

Como o systemctl não mostra os resultados, você pode usar seu comando status para verificar se o Jenkins iniciou com sucesso:

  • sudo systemctl status jenkins

Se tudo correu bem, o começo do resultado deve mostrar que o serviço está ativo e configurado para iniciar na inicialização:

Output
● jenkins.service - LSB: Start Jenkins at boot time Loaded: loaded (/etc/init.d/jenkins; generated) Active: active (exited) since Mon 2018-07-09 17:22:08 UTC; 6min ago Docs: man:systemd-sysv-generator(8) Tasks: 0 (limit: 1153) CGroup: /system.slice/jenkins.service

Agora que o Jenkins está funcionando, vamos ajustar nossas regras de firewall para que possamos acessá-las de um navegador Web para completar a configuração inicial.

Passo 3 — Abrindo o firewall

Por padrão, o Jenkins funciona na porta 8080, então vamos abrir essa porta usando o ufw:

  • sudo ufw allow 8080

Verifique o status do ufw para confirmar as novas regras:

  • sudo ufw status

Você verá que o tráfego é permitido para a porta 8080 de qualquer lugar:

Output
Status: active To Action From -- ------ ---- OpenSSH ALLOW Anywhere 8080 ALLOW Anywhere OpenSSH (v6) ALLOW Anywhere (v6) 8080 (v6) ALLOW Anywhere (v6)

Nota: Se o firewall estiver inativo, os comandos a seguir permitirão o OpenSSH e habilitarão o firewall:

  • sudo ufw allow OpenSSH
  • sudo ufw enable

Com o Jenkins instalado e nosso firewall configurado, podemos concluir a configuração inicial.

Passo 4 — Configurando o Jenkins

Para configurar sua instalação, visite o Jenkins na sua porta padrão, 8080, usando o nome de domínio ou endereço IP do seu servidor: http://your_server_ip_or_domain:8080

Você deve ver a tela Unlock Jenkins, que mostra o local da senha inicial:

Unlock Jenkins screen

Na janela do terminal, utilize o comando cat para mostrar a senha:

  • sudo cat /var/lib/jenkins/secrets/initialAdminPassword

Copie a senha alfanumérica de 32 caracteres do terminal e cole-a no campo Administrator password, e então clique em Continue.

A tela seguinte apresenta a opção de instalar plug-ins sugeridos ou selecionar plug-ins específicos:

Customize Jenkins Screen

Clicaremos na opção Install suggested plugins, que iniciará imediatamente o processo de instalação:

Jenkins Getting Started Install Plugins Screen

Quando a instalação for concluída, você será solicitado a configurar o primeiro usuário administrativo. É possível ignorar este passo e continuar como admin usando a senha inicial que usamos acima, mas vamos gastar um tempo para criar o usuário.

Nota: o servidor padrão Jenkins NÃO é criptografado, então os dados apresentados com este formulário não estão protegidos. Quando você estiver pronto para usar essa instalação, siga o guia Como configurar o Jenkins com o SSL usando um proxy reverso Nginx no Ubuntu 18.04. Isso irá proteger as credenciais de usuário e informações sobre construções que são transmitidas através da interface Web.

Jenkins Create First Admin User Screen

Digite o nome e senha para seu usuário:

Jenkins Create User

Você verá uma página Instance Configuration que pedirá que você confirme o URL preferido para sua instância Jenkins. Confirme o nome do domínio para seu servidor ou o endereço IP do seu servidor:

Jenkins Instance Configuration

Após confirmar as informações apropriadas, clique em Save and Finish. Você verá uma página de confirmação confirmando que “Jenkins is Ready!”:

Jenkins is ready screen

Clique em Start using Jenkins para visitar o painel principal do Jenkins:

Welcome to Jenkins Screen

Neste ponto, você completou a instalação do Jenkins com sucesso.

Conclusão

Neste tutorial, você instalou o Jenkins usando os pacotes fornecidos pelo projeto, iniciou o servidor, abriu o firewall e criou um usuário administrativo. Agora, você pode começar a explorar o Jenkins.

Quando tiver completado sua exploração, caso decida continuar usando o Jenkins, siga o guia Como configurar o Jenkins com o SSL usando um proxy reverso Nginx no Ubuntu 18.04 para proteger suas senhas, além de quaisquer informações de produto ou sistema sensíveis que serão enviadas entre sua máquina e o servidor em texto simples.

Source: DigitalOcean